Rastro Antigo

Zeto

Compositor: Zeto Do Pajeú

Quero que um passarinho, pulando e cantando, à toa, sem saber o endereço, aonde, o seu canto voa, tenha o eco dos orvalhos pendurados na garoa...

Só pra fazer andar minhas palavras
Só pra remover saudade que em mim povoa

Passa pra mim o teu beijo, não feche essa porta, guarde o teu depois, sossegue no sonho, que o seu destino ontem já compôs...

Só pra fazer andar minhas palavras
Só pra devolver nos pra nós dois

Quero que abra seu livro e os antigos meios sejam candeeiros ardendo no fogo, planetas alheios, abrindo as travas, para os meus passeios...

Só pra fazer andar minhas palavras
Só pra encurtar os arrodeios

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital